Digite o CPF do responsável pelo aluno e verifique se tem direito ao Bolsa Merenda


8 + 10=?
Preencha com o resultado da operação acima
PERGUNTAS E RESPOSTAS


O Bolsa Merenda é um benefício temporário destinado à prestação de assistência alimentar às famílias de estudantes matriculados na educação básica da rede pública estadual de ensino, com a finalidade de reduzir os efeitos socioeconômicos decorrentes das ações de enfrentamento da pandemia de Covid-19, concedido pelo Governo do Estado de Minas Gerais, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Sedese, por meio de transferência de recursos para cerca de 470 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino.O o valor do benefício é de R$ 50 mensais e será destinado para os alunos inscritos no CadÚnico incluídos nas faixas consideradas de pobreza e extrema pobreza. Ao todo serão concedidas 6 parcelas àquelas famílias consideradas em extrema pobreza, e duas parcelas àquelas famílias consideradas em pobreza. Confira abaixo mais informações sobre o benefício:

1) O que é o Bolsa Merenda?

Benefício ofertado pelo Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDESE), através de transferência de recursos para uma parcela dos estudantes matriculados na rede estadual de ensino.

2) Quais alunos da rede pública estadual serão beneficiados na primeira etapa e na segunda etapa do programa?

Na primeira etapa do programa serão beneficiados alunos inseridos em famílias que têm cadastro no CadÚnico, que se enquadram na faixa de extrema pobreza (renda de até R$ 89,00 mensais por pessoa por pessoa). Nesta segunda etapa do programa estão sendo beneficiados alunos inseridos em famílias que têm cadastro no CadÚnico, que se enquadram na faixa de pobreza (renda entre R$ 89,01 e R$ 178,00 por pessoa).

3) Quais são os critérios para recebimento do benefício?

Considerando a data de instituição do benefício e a data de disponibilização da base de dados do CadÚnico pelo governo federal, serão atendidas todas as famílias que estejam cadastradas e com a renda dentro dos critérios na base de dados de fevereiro (15/02/2020). As atualizações posteriores a esta data não são consideradas para concessão do benefício. Caso a informação na base de dados de fevereiro seja incompatível com os critérios, o benefício não será concedido.

4) Qual o número de alunos por família que será contemplado com o benefício? Cada um receberá um cartão?

Serão contemplados todos alunos da família matriculados na rede Pública Estadual de ensino. O recurso será R$50,00 por aluno matriculado. Portanto se uma família tiver 3 alunos matriculados na rede Pública Estadual de Educação Básica a família receberá os três benefícios em uma única parcela, no valor de R$150,00.

5) Os alunos do EJA, poderão ser contemplados?

Sim, desde que atendam os demais requisitos do Programa previsto no Decreto.

6) Quanto tempo receberei a bolsa?

A bolsa será por seis meses para as famílias consideradas extremamente pobres conforme Decreto Federal nº 9.396, de 30 de maio de 2018; e por dois meses para as famílias consideradas pobres, conforme Decreto Federal nº 9.396, de 30 de maio de 2018; e que atendam os demais requisitos do Programa.

7) Posso deixar de receber em algum momento?

O benefício se encerra neste mês de setembro. A parcela que está sendo paga é a última parcela. Contudo a Sedese implementará nos próximos meses novo programa de transferência de renda que atenderá todos os mais vulneráveis estudantes ou não.

8) Como faço para saber se irei receber o benefício?

Basta fazer a consulta com o CPF do responsável familiar cadastrado no CadÚnicono site: http://social.mg.gov.br/bolsa-merenda .

Atenção! Para que a consulta seja realizada corretamente é necessário que todos os zeros (0) constantes do CPF sejam digitados.


9) Atendo os critérios para receber o Bolsa Merenda, porém não recebi meu cartão em casa, o que devo fazer?

Na fase atual do programa não serão entregues novos cartões. Todo o pagamento será feito através de uma conta digital Pagbank.


10) Quando irei começar a receber a bolsa?

O benefício começou a ser pago em abril de 2020 e a segunda etapa do programa será paga até setembro de 2020. O responsável pela família cadastrado no CAD receberá o benefício através de uma conta digital que deverá ser criada através do aplicativo PagSeguro PagBank.

Em caso em dúvida sobre o benefício, acessar o site http://social.mg.gov.br/bolsa-merenda ou, em caso de dúvida sobre a conta, utilize as opções abaixo:


Para falar sobre o Cartão Bolsa Merenda: Para o público da Capital, regiões Metropolitanas, e demais regiões, pelo celular: 3004-6000. Para o público do interior e demais regiões, a partir de telefone fixo: 0800 725-6000.

Para falar sobre a Conta Digital: Para o público da Capital, regiões Metropolitanas, e demais regiões, pelo celular: 4003-1775. Para o público do interior e demais regiões, a partir de telefone fixo: 0800 728.2174.

Contato via E-mail (bolsamerendamg@pagseguro.com.br)

11) Eu preencho todos os requisitos para receber o benefício, mas ao consultar o site é informado que não terei direito ao benefício. O que posso fazer para pedir uma revisão do caso?

Basta preencher um formulário informando os dados do responsável familiar e dos alunos que estudam na rede pública estadual de ensino que será realizada uma análise dos dados informados. Para acessar o formulário basta clicar AQUI.

12) Eu atendo todos os critérios do Programa. Onde posso me cadastrar para receber o benefício Bolsa Merenda?

O responsável pela família cadastrado no CAD receberá o benefício através de uma conta digital que deverá ser criada através do aplicativo PagSeguro PagBank.


13) O benefício será no nome da criança?

Não. O benefício será concedido em nome do responsável familiar, cadastrado no Cadastro Único do Governo Federal, até o dia 15 de fevereiro de 2020. Pedimos o maior cuidado possível com as suas informações pessoais e não deixe informações confidenciais com terceiros, uma vez que, o acesso a sua conta permitirá o uso do recurso.

14) Quando serão entregues os cartões?

Na fase atual o benefício, não será mais pago através de um cartão da PagSeguro. O responsável pela família cadastrado no CAD receberá o benefício através de uma conta digital que deverá ser criada através do aplicativo PagSeguro PagBank.Os atendidos da primeira etapa do programa (extrema pobreza) que já possuem conta digital Pagbank vão receber automaticamente o depósito das duas parcelas. Aqueles que ainda não têm conta digital e os beneficiários incluídos nesta segunda etapa (situação de pobreza) devem fazer um cadastro para garantir o recebimento do valor por meio do aplicativo PagSeguro. O responsável familiar precisa abrir uma conta digital da PagSeguro através do aplicativo PagBank. O aplicativo PagBank está disponível no Google Play e App Store. Durante o cadastro será necessário efetuar o envio dos documentos (foto do RG ou CNH e selfie segurando esse documento).



15) Como faço para saber o saldo do Bolsa Merenda?

Se você já consultou o site do bolsamerenda.mg.gov.br e viu que será beneficiário, possui a conta PagBank, realizou a validação de segurança com o envio de documento, o benefício Bolsa Merenda será depositado na sua conta digital. Neste caso, é só consultar o aplicativo e consultar o saldo da conta.

Para aqueles que ainda possuem saldo no Cartão Bolsa Merenda: A consulta ao saldo do cartão Bolsa Merenda deve ser feita exclusivamente pelo telefone da PagSeguro, uma vez que ele não é vinculado à conta digital.

16) Junto com o cartão Bolsa Merenda, vieram instruções para utilizar ele na função “Crédito”. Isto irá gerar uma fatura para pagamento?

Não. O Cartão Bolsa Merenda é um cartão pré-pago e para utilizá-lo deve ser na função “crédito”. Mas isto não significa que irá utilizá-lo para pagar depois. O cidadão só consegue utilizar o valor correspondente ao saldo que está vinculado a ele. Caso não haja saldo suficiente a compra ou saque não poderá ser efetivado. A utilização do cartão Bolsa Merenda não gera boletos para pagamento futuro.

17) Como poderei utilizar o valor do cartão? Poderei fazer o saque do valor da bolsa?

O cartão do Programa Bolsa Merenda é um cartão pré-pago e pode ser usado para compras em todos os estabelecimentos que aceitem a bandeira Mastercard, e sempre na função crédito.

Também é possível sacar o valor, os saques com o Cartão Pré-Pago devem ser feitos em caixas do Banco24Horas e toda rede credenciada Cirrus. O valor de cada saque é de R$7,50."

18) O meu benefício Bolsa Merenda não veio com saldo correspondente ao número de filhos que tenho matriculado na rede pública estadual de ensino. O que devo fazer para receber dos outros?

Basta preencher um formulário informando os dados do responsável familiar e dos alunos que estudam na rede pública estadual de ensino que será realizada uma análise dos dados em conjunto com a Secretaria de Estado de Educação. Para acessar o formulário basta clicar AQUI.

19) Se eu não sacar o dinheiro e/ou movimentar a conta, a bolsa volta para o Estado?

Sim, se não houver nenhuma movimentação na conta em até 60 dias após a disponibilidade do auxílio, o dinheiro será devolvido ao Estado.

20) O CRAS pode fazer a solicitação da bolsa para mim?

Não compete ao Centro de Referência de Assistência Social realizar o cadastro ou solicitar a bolsa para o beneficiário.

21) Posso pegar o meu cartão no CRAS ou na minha escola?

informamos que na segunda etapa do programa não será entregue cartões.


22) Por que não vou receber?

Não receberão os alunos da rede pública estadual de ensino que não estiverem inseridos nos critérios do Programa, conforme informado na pergunta número 2 e 3.

23) O benefício é um por aluno matriculado?

Sim, o responsável familiar receberá o valor do benefício multiplicado pelo número de alunos que integrantes da família que preenchem os requisitos do Decreto Estadual.

24) Quanto tempo vou receber o benefício?

As famílias que são consideradas extremamente pobres conforme Decreto Federal nº 9.396, de 30 de maio de 2018, receberão por seis meses, a partir de abril. E por dois meses as famílias consideradas pobres, conforme Decreto Federal nº 9.396, de 30 de maio de 2018, até setembro.


25) O que posso comprar com o benefício?

Com o valor, o beneficiário terá acesso a compra de alimentos em supermercados, padarias, sacolões, feiras livres, lanchonetes e outros locais.


26) As famílias consideradas pobres também receberão 6 parcelas do benefício?

Não. Essas famílias receberão apenas duas parcelas relativas aos meses de agosto e setembro.


27) Quais estabelecimentos vão receber o benefício?

Em um primeiro momento, via QR Code, qualquer estabelecimento que tiver uma máquina da PagSeguro (Moderninha Pro, Moderninha X, Moderninha Plus e Moderninha Smart). Depois, com a chegada do cartão Bolsa Merenda, qualquer estabelecimento que aceitem a bandeira Mastercard, sempre na função crédito.

Também é possível sacar o valor, os saques com o Cartão Pré-Pago devem ser feitos em caixas do Banco24Horas e toda rede credenciada Cirrus. O valor de cada saque é de R$7,50."

28) Quando vou começar a receber o benefício?

Ao validar o cadastro, em até dois dias úteis, você receberá o total de parcelas devidas ao seu grupo: 6 meses de benefício para extremamente pobres e 2 meses para pobres.

29) Caso o beneficiário realize o cadastro apenas no segundo, terceiro ou quarto mês do benefício, ele terá direito a requerer os valores dos meses anteriores ao cadastro?

Sim, se ele for considerado de família extremamente pobre conforme o Decreto Federal nº 9.396, de 30 de maio de 2018; receberá retroativo para os meses anteriores.